Ângela Star, Rudá e Inaê Transbrasa são campeões da Santos-Rio

A regata Santos-Rio deste ano foi diferente da dos últimos anos. Vento médio, de no máximo 15 nós, de contra-vento e sem muita onda. Quem correu adorou e já espera pela próxima edição. A regata foi tão boa que teve até quebra de recorde. Os gaúchos do Camiranga completaram a prova em 18h9min. O antigo recorde era do Sorsa III, de 19h33min.

 

Na classe IRC, o vencedor foi o Rudá, de Mario Martinez, campeão também em 2013. Já na ORC, o título ficou com o Ângela Star, de Francisco Bulhões. Na RGS o campeão foi o Inaê Transbrasa.

“A regata esse ano foi uma maravilha: vento médio/fraco constante, mar calmo e temperatura agradável. Parecia mais com uma Recife-Noronha do que com uma Santos-Rio. No entanto, isso não significa que nossa tripulação teve menos trabalho para se manter quase 25 horas focada em tirar o máximo do barco. O resultado do foco de todos a bordo foi a primeira vitória do Ângela, que entrou de vez para o seleto rol de campeões dessa tradicionalíssima regata. Uma honra para todos nós!

Por isso, dedicamos a vitória nessa regata ao nosso Comandante e meu avô Peter Siemsen, que nos serve de exemplo como pessoa e líder desse grupo que já veleja junto há mais de 12 anos, sempre com muita alegria e dedicação. Mantemos os pés no chão para o Circuito: temos ainda muitas regatas a serem disputadas contra grandes velejadores. Não será tarefa nada fácil, mas a graça é justamente essa”, disse Francisco.

A partir deste sábado os velejadores se encontram novamente para a disputa do Circuito Rio.

Os resultados completos podem ser vistos em: http://bit.ly/1XodDG1