Conhecimento para compartilhar: Privilegiando a Segurança no Mar

Muitas vezes os velejadores de barco de oceano simplificam demasiadamente os requisitos de segurança. Contudo, diante de situações inusitadas ou emergenciais a “fatura” a ser cobrada pode ser elevadíssima, uma vez que envolve a preservação da vida humana. 

Verificar oportunamente a previsão meteorológica, os Avisos de Mau Tempo divulgados pela Marinha do Brasil (https://www.mar.mil.br/dhn/chm/meteo/prev/avisos/avisos.htm) e atender às Recomendações da Autoridade Marítima (Marinha do Brasil) e, especialmente, às Normas de Segurança editadas pela World Sailing (antiga ISAF) pode ser determinante para estabelecer condições que conduzam eventuais problemas a um final feliz ou, inversamente, à uma tragédia. 

Esta é uma das razões da existência da publicação “Special Regulations” quando estabelece 6 Categorias de Regatas, atribuindo, para cada uma delas, diversos requisitos de segurança, padrões de acomodação e a existência de recursos a bordo em extensa e detalhada Lista, cuja responsabilidade de atendimento recai sobre o Comandante do veleiro. 

Vejamos, sucintamente, o que caracteriza o enquadramento de cada uma dessas seis “Categorias”: 

Categoria 0 (zero): regatas transoceânicas cruzando águas que podem ser tempestuosas, sob rigores climáticos de temperatura, exigindo do veleiro capacidade de total autonomia.

Categoria 1 (hum): regatas oceânicas de longa distância, sob risco de condições meteorológicas severas, exigindo igual capacidade de total autonomia.

Categoria 2 (dois): regatas em mar aberto, costeiras ou afastadas da costa, de longa duração, exigindo elevado grau de autonomia para o veleiro.

Categoria 3 (três): regatas em mar aberto, mas com águas, na maioria do percurso, próximas da costa ou protegidas.

Categoria 4 (quatro): regatas curtas, sempre limitadas ao período diurno, em águas próximas da costa ou relativamente calmas.

Categorias 5 (cinco) e 6 (seis): enquadra monotipos ou veleiros sem qualquer autonomia, em águas abrigadas, e que exigem requisitos diferenciados tais como a navegação permanentemente sob o alcance visual da CR e acompanhamento de embarcações de socorro disponíveis ao longo de todo o percurso. 

Portanto, se quiser conhecer maiores detalhes – e isso é extremamente desejável – faça uma visita ao http://www.sailing.org/specialregs para conhecer melhor o conjunto de requisitos e exigências, prestando também atenção ao “enquadramento” da Categoria do percurso que você irá correr, obrigatoriamente divulgado nas Instruções da respectiva regata. 

Bons Ventos! Navegue sempre com segurança tanto em regatas quanto em cruzeiro!