Copa Swift Sport define campeões da vela oceânica em Ilhabela

Fim de semana (05 e 06/12) será intenso nas raias do canal de São Sebastião e na varanda do Yacht Club de Ilhabela

 

 

Ilhabela (SP) – Chegou o momento de a Copa Swift Sport definir os campeões do Circuito Ilhabela de vela oceânica, disputada desde março em quatro etapas com sede no Yacht Club de Ilhabela (YCI). As regatas decisivas deste fim de semana largam ao meio-dia, tanto no sábado quanto no domingo (05 e 06/12). Além da emoção nas raias do Canal de São Sebastião, as tripulações terão a tradicional canoa de cerveja, especial, após as regatas dos dois dias. O happy hour de sábado será animado por Marcelo Totó e Banda, com flash back do melhor rock’n roll, enquanto o domingo ficará reservado à premiação geral de 2015.

 

Entre os líderes da temporada, está o Porsche, detentor da hegemonia na classe C30 desde o início da competição. “O barco se manteve mais regular neste ano porque conseguimos elaborar um calendário de treinos. Não conheço nada que dê resultado se não houver treinamento adequado”, justifica o comandante Marcos de Oliveira Cesar. O Porsche venceu as duas regatas do fim de semana (28 e 29/11) e lidera também a quarta etapa. No campeonato, possui dez pontos de vantagem sobre o Caballo Loco, segundo colocado.

 

“Vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance nas regatas finais. A intenção é de velejarmos sem pensar na pontuação. Precisamos manter os pés no chão como mantivemos ao longo da temporada”, assegura Marcos Cesar. Para deixar as largadas ainda mais disputadas, a Comissão de Regata (CR), tem reunido as classe C30 e HPE 30, barcos de igual dimensão, no mesmo alinhamento.

 

A classe HPE 30, recém-lançada em Ilhabela, tem como líder o Tahiti Nui, conduzido pelo velejador olímpico André Fonseca, o Bochecha. A regulagem das velas fica sob a responsabilidade de Marcelo de Jesus, natural de Ilhabela, campeão brasileiro e da Ilhabela Sailing Week na C30 neste ano com o Loyal. “O HPE 30 é um barco muito bom. Anda melhor no vento em popa enquanto o C30 é mais veloz no contravento”, afirma Marcelo, que começou a velejar aos 10 anos pelo Grêmio de Vela de Ilhabela (GVI).

 

O direto do GVI, Beto de Jesus, é o timoneiro do HPE 25 Fit to Fly e está empolgado com a movimentação em torno da etapa decisiva da Copa Swift Sport. “Para nós, de Ilhabela, é a competição mais importante porque nos mantém em atividade o ano todo. Eventos como a confraternização deste sábado (05), com música ao vivo, são muito importantes porque reúnem os velejadores e é assim que surgem novas e boas ideias. Precisamos mais disso”, recomenda o velejador, ex-secretário de Esportes de Ilhabela.

 

Ventos variados – A previsão para o fim de semana indica vento de sueste a nordeste, entre oito e dez nós no sábado, e direção sul com mesma intensidade no domingo, o que poderá trazer a raia para dentro do canal, com largada em frente ao YCI. A organização e realização da Copa Swift Sport são do Yacht Club de Ilhabela, patrocínio de SUZUKI VEÍCULOS, com apoios de Ser Glass, North Sails, Revista Mariner, Ancoradouro, Antena 1, SailStation, Prefeitura Municipal de Ilhabela e e SPOT Global Phone, da Globalstar.

 

Os resultados acumulados até agora, incluindo-se os descartes apontam os seguintes líderes: Asbar Total Balance (RGS Geral e B), Inaê Transbrasa (RGS A), Porsche (C30), Tahiti Nui (HPE 30), Ginga (HPE 25), Brazuca (RGS C) e BL3 (Cruiser). A RGS Geral não inclui a quarta etapa, liderada por: Porsche (C30), #04 (HPE 30), Atrevido (HPE 25), Fram (RGS A), Helios (RGS B), Sextante (RGS C) e BL3 (Cruiser).