Doze barcos foram pesados em Porto Alegre. E o seu, está em ordem para 2016?

E neste último final de semana, 12 barcos foram pesados em Porto Alegre, RS:
Patron, Spin, Cest La Vie, Tereza, San Chico, Delirium, Kamikaze, Caulimaran, Vento e Alma, Tuareg, Magia Black e Hobart.

Tal iniciativa por parte da ABVO visa corrigir eventuais erros de medição e tornar a regra ORC ainda mais justa.

Quando verificada discrepância entre o deslocamento calculado pelo certificado ORC e o peso aferido, será feita análise do medidor chefe para que, se for o caso, passem por uma nova verificação na estabilidade / borda livre para emissão de novo certificado ORC.

Assim, os novos valores de deslocamento serão aplicados aos certificados ORC de 2016, conforme Nota Técnica emitida pela ABVO.

O processo de pesagem foi introduzido pela ABVO há 2 anos com a chegada da IRC, que tem este item como obrigatório.

Naquela ocasião, percebeu-se que era muito simples executa-la. Ao mesmo tempo, verificou-se que haviam barcos com grandes diferenças no deslocamento.

Com o tempo, a maioria dos barcos do Rio de Janeiro foram pesados e alguns que apresentaram diferenças foram remedidos e estão atualmente com seus dados corretos. Com isso, formou-se uma confiança maior nos ratings ORC dos barcos de uma forma geral.

No caso de monotipos, a exemplo da J 24, a ORC aceita o peso da classe. Os certificados valem para os barcos da classe.

Interessante lembrar que o valor da pesagem também poderá ser utilizada para a emissão de certificado IRC.

Agradecemos o empenho dos velejadores envolvidos, do medidor Maurity e do coordenador regional Francisco Freitas (San Chico) pelo trabalho realizado.