História da Santos-Rio: a primeira edição, em 1951

Veleiro Ondina foi o vencedor com 14 barcos na flotilha

A Santos-Rio não só é um marco a história da Vela de Oceano no país, mas acompanha a história de sucesso da Vela brasileira, terceiro esporte que mais trouxe medalhas olímpicas ao país.

Já desde a primeira edição, em 1951, teve velejador olímpico na disputa como conta o velejador @atilabohm, do veleiro Atrevida.

"Naquela época estavam sendo construídos barcos Classe Brasil, construir um barco de 40 pés não era muito simples, a maioria tinha que fazer as compras do exterior e as peças vindo de navio de países como Estados Unidos, então imagina a complexidade. E foram muito exitosos pois foram construídos 14 barcos para a flotilha da primeira edição. O campeão foi o Ondina de Joaquim Belém e Jorge Costa Carneiro e doze completaram o percurso. Jorge tinha participado de dois campeonatos Mundiais na classe Star e o Ernani Simões fez três Mundiais de Star e foi o primeiro representante do Brasil nos Jogos Olímpicos na Vela em 1948.


José Carlos Belém no Ondina

A primeira edição da Santos Rio teve chuva, vento sudoeste , a navegação era estimada e sem GPS, um desafio maior aos velejadores!

O fita azul foi o barco Vendaval e o Ondina o grande campeão.




Barco Vendaval