Você sabe quais os requisitos para sediar um Brasileiro de Oceano?

A fim de incentivar as atividades da vela oceânica, a ABVO, entidade máxima da modalidade no país, possui um caderno de encargos para a realização de campeonatos brasileiros. Trata-se de uma lista com requisitos que devem ser preenchidos pelos clubes que desejam realizar os eventos nacionais para as classes ORC, IRC, BRA-RGS, Mocra e Clássicos. Nesta lista estão itens como o conforto dos tripulantes (o organizador deve verificar se perto do local do evento existem hotéis e pousadas, por exemplo, se o acesso ao clube é fácil, se existe uma área para medição dos barcos e velas), a comunicação do evento (se vai ter site, fotos, etc), a proximidade com outros eventos para que mais barcos possam participar, dentre outros.

O caderno de encargos ressalta também que apenas os barcos associados à ABVO são elegíveis para disputar o campeonato brasileiro, bem como o ranking nacional, chamado de Copa Brasil de Vela de Oceano.

Neste quesito, pode-se destacar um assunto bastante comentado neste ano que é a obrigatoriedade de o barco estar inscrito em apenas uma categoria, ou seja, não é mais permitido que um barco corra na ORC e na IRC, por exemplo. A ideia aqui é que os barcos tipo regata disputem a classe ORC e os cruzeiro/regata disputem na IRC.

O certificado de medição de todas as regras deve ser renovado uma vez por ano, assim como a associação à entidade.