Ximango vence emocionante disputa da Super 30 no XXXI Troféu Cayru, em Porto Alegre

Angela VI - Crioula foi o vencedor no geral na classe ORC

Crédito: Cláudio Bergman 

A primeira regata teve uma diferença de apenas trinta segundos entre o primeiro e sexto colocados com o Ximango, de Paulo Gonçalves, o Comandante Pileca, sendo o primeiro no tempo total de 45min18s contra 45min48s do Ponta Firme chegando em sexto.

Na classe, o Ximango, do Veleiros do Sul, foi o vencedor com um segundo lugar na segunda regata e três pontos perdidos no final . O barco Comodoro ficou em segundo e o Kanaloa em terceiro.

 "É impossível não destacar aqui a espetacular regata Barla-Sota 01 do Troféu Cayru 2021, disputada na tarde deste domingo na Raia de Ipanema, e a emocionante chegada da classe Super 30 que numa iniciativa inédita no Rio Grande do Sul, abriga os HPE 30 e o C30, disputando pau a pau. Quem teve a oportunidade presenciou, e  os privilegiados disputaram um espetáculo de regata com contraventos entre 6.5 e 7 nós e folgados com velocidades em torno de 13.5 até 14 nós", disse Paulo Pileca, que também é vice-comodoro da ABVO.

No geral, da classe ORC, o campeão do XXXI Troféu Cayru foi o Angela VI - Crioula, com duas vitórias e dois pontos perdidos. O Ximango ficou em segundo e o Kamikaze XI completou o pódio.

A cerimônia de premiação teve uma homenagem póstuma a Boris Ostergren, um dos grandes velejadores do país que faleceu na última sexta-feira. A regata prevista para sábado foi cancelada.