2012 Agosto - ATA ABVO

Transparência ABVO / Atas

29 visualizações
0 Gostos
0 0

Share on Social Networks

Partilhar Hiperligação

Use permanent link to share in social media

Share with a friend

Por favor iniciar sessão to send this document by email!

Embed in your website

Select page to start with

3. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE VELEIROS DE OCEANO Rua Alcindo Guanabara, 15 / 802 – Centro – Rio de J aneiro, RJ CEP 20031-130 E-mail: adm@abvo.org.br / abvo@abvo.org.br CNPJ 27.642.875/0001-43 Como isso, o Sr. Pierre ressaltou a importância da criação e divulgação de uma tabela de preços de medição para evitar cobranças exageradas. O Sr Adalberto Casaes informou que a ABVO é uma agê ncia reguladora e apoia essa iniciativa. O Sr. João Marcos informou que mais importante que a tabela é ter o medidor, pois são escassos os medidores na regra, sendo necessária a formação de novos medidores. O Sr. Pierre informa que para a medição dos barcos IRC é necessária a pesagem e hoje há um obstaculo para isso, pois a balança da ABVO está avariada, necessitando de reparos. Tentativa de criação de um mini curso de formação d e novos medidores. O Pierre aguarda a indicação dos medidores de SP Chefe da Comissão d e Eventos, Sr. Luiz Gustavo de Crescenzo. • RGS: Quanto ao plano de ação da RGS, o Coordenador da Re gra RGS, Sr. Walter Becker informou por email que a classe encontra-se totalmente sanea da. Não há déficit e a regra está estruturada no Brasil, com gestão da regra de class e, comissão técnica e regionais estaduais com Coordenadores e medidores, estabeleci dos nos principais pólos náuticos de vela oceânica na costa brasileira e em expansão par a a Argentina. Ele informou ainda que a estrutura BRA/RGS funciona perfeitamente e sem qualquer problema financeiro. Ela encontra-se auto-sustentáv el. Ressaltou entanto que até a gestão anterior a ABVO “não reconhecia a regra”. Há intuito da regra BRA/RGS em colaborar com a ABVO , incentivar os velejadores a se filiarem, dentro das premissas já colocadas, mas, n ão ressalta que a BRA/RGS ou seus velejadores, tenham interesse ou responsabilidade c om relação a débitos de gestão passada da ABVO, da ORC, IRC ou outra classe reconh ecida pela gestão passada, e se isto está emperrando a pretendida gestão organizacional, igualitária e proveitosa da vela oceânica nacional, é necessário se repensar o model o de gestão. As classes devem tirar como exemplo o modelo de gestão da BRA/RGS e tentar em resolver seus problemas financeiros por conta própria. É notório que com relação a BRA/RGS nunca foi escri ta uma linha sequer sobre questões financeiras. A classe tem como linha de ação a orga nização do esporte sem qualquer interesse (ou problema) financeiro, daí o foco ser exclusivamente a gestão e o desenvolvimento da classe, a colaboração na organiz ação de regatas e a classe fazem isto ativamente nos principais eventos nacionais (e sem receber um centavo do organizador), e por fim, manter uma regra de rating fiscalizada, un iforme e sempre em atualização. Sendo assim, o Coordenador da Regra RGS sugere que é necessário segregar urgente os problemas financeiros das classes, para que os vele jadores de oceano passem a ter uma ideia mais clara daquilo que se propõem a ABVO hoje . A RGS e a Vela Oceânica precisa da ABVO para organizar e incentivar o esporte, é isto que a regra BRA/RGS apóia e se compromete a colaborar. Com esta colocação, a BRA/RGS acredita e apóia com entusiasmo a Nova ABVO.

6. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE VELEIROS DE OCEANO Rua Alcindo Guanabara, 15 / 802 – Centro – Rio de J aneiro, RJ CEP 20031-130 E-mail: adm@abvo.org.br / abvo@abvo.org.br CNPJ 27.642.875/0001-43 15) Outros assuntos: Eduardo Régua citou que a organização da regata de Clássicos de Paraty não fez nenhuma referência à ABVO e critérios de me dição RGS (Media Mundi produz com apoio da FEVERJ). Ele informa que o Lars solicitou alteração , mas que não foi atendido até o momento. Esse assunto será encaminhado ao Lars novamente pelo Coo rdenador Veleiros Clássicos, Sr. Eduardo Régua. 16) Jantar por adesão para 50 pessoas a ser organizado por João Marcos e Christina Frediani a fim de angariar fundos para ABVO. Local e data do event o a ser avaliada.

2. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE VELEIROS DE OCEANO Rua Alcindo Guanabara, 15 / 802 – Centro – Rio de J aneiro, RJ CEP 20031-130 E-mail: adm@abvo.org.br / abvo@abvo.org.br CNPJ 27.642.875/0001-43 O Sr. Linconln sugeriu que as inscrições devam ser feitas com uma antecedência maior para uma melhor organização do evento. 2) Previsão orçamentária de 2012 - Foi informado pela Diretora Tesoureira Sra. Chr istina Frediani que o fluxo de caixa da ABVO não se sustenta até o final do ano mesmo com todos os cortes financeiros já aplicados e há previsão de déficit de três mil r eais até dezembro, onde será necessário deixar de pagar contas essenciais ao andamento mínimo da asso ciação. Como plano de ação, o Diretor Secretário Paulo Freire informou que serão encaminhadas cartas de convite de associação aos 20 barcos ORC que ainda não se filiaram em um primeiro momento, sendo também importante o corpo a corpo dos representantes regionais junto aos velejadores das classes MOCRA, RGS e IRC assim como os sócios agremiação que ainda não se filiaram. 3) Status convites sócios agremiações Clube Naval Charitas, Iate Clube de Santos, Iate C lube de Santa Catarina, Yatch Clube da Bahia. Com a palavra o Sr. Alte. Adalberto Casaes que informou já ter realizado contato com o Comodoro do Clube Naval Cha ritas, sendo necessário um contato estreito do Comodoro e do 2º Vice, visto a proximidade do Circu ito Niterói. Em seguida, o Sr. Luiz Armando sugeriu que para a h abilitação do brasileiro do ano seguinte, o clube deve fazer uma proposta formal e estar em dia com a ABVO. A Diretora Tesoureira afirmou ter encaminhado carta convite de filiação ao ICSC, mas sem retorno. Nesse sentido, o Sr. Francisco Freitas informou que realizará contato com o Comodoro do IC SC no intuito de regularizar a filiação do ICSC assim como a proposta de sediar o brasileiro 2013. Foi lembrado que na última reunião, o brasileiro em Santa Catarina poderia incluir a RGS além da ORC, sendo necessária a negociação com o representante d essa regra. Na ausência do representante da RGS nesta reunião, esse tópico será tratado à parte. Foi lembrado também que os brasileiros de Multicasc os e IRC iriam acontecer em 2013 no Cabanga e no Iate Clube Armação de Búzios, sendo necessário o mesmo procedimento. Na oportunidade, tomou a palavra a Diretora Financeira afirmando que tanto o Cabanga quanto o ICAB já são filiados à ABVO e, portanto resta apenas a proposta formal desses club es para sediar esses eventos em 2013. Como sugestão, o Sr. Maurício Santacruz sugeriu se fazer um ranking da ABVO, onde os clubes seriam classificados em Ouro, prata e bronze e os pesos da s regatas no ranking seriam proporcionais às contribuições realizadas por esses clubes como sóci os agremiações. João Marcos ressaltou que seria interesse dos clube s na vinculação ao ranking, pois agregaria mais participantes de peso. 4) Plano de ação dos representantes de cada regra : BRA/RGS / Clássicos, IRC, ORC, Multicascos, SMP2 e RGS Brasília e reforço dos respectivos repre sentantes regionais em um corpo a corpo com os proprietários de embarcações para filiação dos seus veleiros. Na ausência de um representante da RGS, Multicascos e demais regras, a pauta seguir para o plano de ação da IRC. • IRC: Com a palavra o Sr. Pierre informou que há uma dívi da com a IRC que não foi paga pela ABVO como também não foi cobrada dos velejadores. E le informou que o Sr. Torben Grael o havia cobrado, pois realizou um pagamento de quat ro mil reais a ABVO em 2011 e que esse valor já incluía o certificado IRC. No entanto , na própria relação dos certificados de 2011 recebida pela IRC internacional não contemplav a o barco do Torben. Sendo assim, há um mal entendido sobre o assunto, visto que desse v alor, cerca de R$ 2500 foram pagos diretamente a um medidor e não à ABVO.

4. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE VELEIROS DE OCEANO Rua Alcindo Guanabara, 15 / 802 – Centro – Rio de J aneiro, RJ CEP 20031-130 E-mail: adm@abvo.org.br / abvo@abvo.org.br CNPJ 27.642.875/0001-43 5) Agradecimento aos sócios agremiações : Yatch Clube de Ilhabela, Cabanga Iate Clube de Pernambuco, Ubatuba Iate Clube e Iate Clube Armação de Buzios. O ICRJ está programado para filiar- se em 05/09. Necessidade de envio formal de carta d e agradecimento pelo Diretor Secretário. 6) Feedback Circuito Salvador : Reunião da ABVO em Salvador - Como não houve repr esentante para tratar desse assunto a pauta seguiu adiante. 7) Regularização da associação (Status), Ata reunião extraordinária 09/07 e proce dimentos burocráticos para regularização do novo estatuto. F oi informado que a ata caiu em exigência e todos os itens questionados foram sanados, sendo agora neces sária a assinatura da ata pela Márcia Godoy para reenvio das documentações corrigidas para o Cartóri o. O Pierre Joulie informou que pode encaminhar essa documentação ao Cartório. 8 ) Alinhamento com clubes para desconto em inscriçõe s nas próximas regatas importantes do calendário 2012/2013: definir responsáveis Lincoln informa que a estratégia de convencimento d epende da política do Comodoro e convencimento junto aos principais eventos, tomando como exemplo a Rolex - Ilhabela. O Pierre ressaltou que o entendimento da FEVERJ, po r exemplo, é não a obrigatoriedade de associação à ABVO, sendo necessária uma política No entanto, ele lembrou também que o momento agora de agregar novas regras é delicado e depende do esforço da ABVO. As filiações devem vir por conv encimento e não por imposição. Como sugestão, o grupo sugere que o Lars possa dar continuidade no convencimento dos futuros associados, no intuito de deixa a ABVO mais forte. 9) Brasileiro ORC 2012 - necessidade de realizar um adendo na IR do circu ito Rio para a premiação especifica da ABVO. O Sr. Adalberto Casaes informou que incluirá esse adendo no AR do circuito Rio. Serão premiados do 1º ao 3º na ORC 500, 600, 650, 7 00 e Geral. A premiação do Brasileiro 2013 será no mesmo evento do circuito Rio, mas em momentos di stintos. 10) Brasileiros ABVO 2013 - O Sr. Luiz Armando ressaltou que o interessando em promover o evento deve cumprir o aspecto formal de convite assim como estar quites com a ABVO. • Multicascos: Conforme informação por email do Coordenador da Re gra MOCRA, Sr. Guilherme Araújo, na reunião realizada com os velej adores de Multicasco na abertura do circuito Salvador, foi sugerido realizar o brasi leiro 2013 em quatro etapas na nova regra MOCRA- Circuito Salvador YCB, Maragogipe, Cir cuito Recifense e Refeno. Na oportunidade não houve uma votação sobre o assunto e em acréscimo houve a proposição de que a ABVO pudesse realizar um de aco rdo com as demais flotilhas ou arbitrar e fechar esta sugestão. De acordo com o Sr . Guilherme Araújo será necessário observar as margens para a logística dos barcos apr oveitando a subida de todos a REFENO. • BRA/RGS : Conforme informação PR email do Coordenador da Re gra RGS, Sr. Walter Becker já foram realizadas as primeiras tratativas do Campeonato Brasileiro 2013 BRA/RGS. Considerando que o mesmo já foi realizado em SC e SP, o último na RISW 2012 com 45 barcos participantes, fora os outros 20 da Divisão cruiser , para uma melhor distribuição nos estados, o entendimento dos velejadores dessa regra é que deveria ser realizado no Rio de Janeiro, junto com o Circuito Rio de 2013. A equipe RGS já está trabalhando nisto e a rigor, falta somente a confirmação do organizador do

5. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE VELEIROS DE OCEANO Rua Alcindo Guanabara, 15 / 802 – Centro – Rio de J aneiro, RJ CEP 20031-130 E-mail: adm@abvo.org.br / abvo@abvo.org.br CNPJ 27.642.875/0001-43 Circuito Rio 2013 para validação do local e data. I sto também já foi avaliado junto ao ICSC que (para uma honra para nossa classe), sugeri u sediar 2013. • ORC: Proposta e procedimentos formais sendo aguardados pela ABVO para chancela do Brasileiro 2013 no ICSC. • IRC: Proposta e procedimentos formais sendo aguardados pela ABVO para chancela do Brasileiro 2013 no ICAB. 11) Contribuição para o site pelos representantes das regras de multicascos e m onocascos: O Sr. Pierre sugeriu que deve haver o destaque no site pa ra as regras suportadas, pois está com pouca visibilidade. 12) Status dos GTs: a) Regulamento ABVO: Membros: Luis Armando Peixoto, Paulo Freire e Alte Casaes. O GT concluiu seus trabalhos, com apoio do Lincoln. Em anexo o re gulamento revisado para conhecimento. b) Administração: Status Filiados ABVO e barcos com certificados ORC que ainda não se filiaram / Carta de boas-vindas as novos associados - não foi encaminhada ainda carta aos novos associados. Carta será encaminhada a pelo email adm@abvo.org.br . Casaes sugere que a assinatura deve ter a assinatura do Lars / Alinhamento dos processos de c obrança e atualização do banco de dados / Alinhamento dos processos para Emissão de numerais - O Paulo Freire foi indicado para assumir a lidera nça da Secretaria Administrativa, com contribuição do Edu Penido. Ele já está em contato com a Nilda na o rientação dos trabalhos administrativos, inclusive na cobrança dos 20 barcos que têm certificado ORC e qu e ainda não se associaram. c) Proposta de Calendário de cursos gratuitos para associados ABVO: Lars Grael, Alte. Casaes e Gustavo Crescenzo. GT não teve andamento. d) Parcerias (seguradoras, velerias, marinas, fabri cantes de mastros, revistas, capotarias, tintas náuticas, registro rádio ANATEL, escolas de vela, e tc) : Lars Grael, Santinha, Renato Moura e Gustavo Crescenzo - Foi elaborada proposta de carta padrão para convi te de parceria. - Houve uma reunião na quinta passada com a Alianz, conduzida pelo corretor Jorge Bueno (Bravissimo). A ABVO encaminhará carta formal de so licitação de parceria; e) Calendário oficial 2013: Eduardo Penido, Mauríci o Santacruz, Renato Moura e Gustavo Crescenzo. Lars Grael sugeriu um evento por região. Como não h ouve evolução desse GT, o João Marcos aceitou o convite de liderar esse grupo. f) Ata reunião extraordinária 09/07 e procedimentos burocráticos para regularização do novo estatuto - Luiz Armando. Necessidade de regularização da nova comodoria para encaminhar processo do estatuto junto ao Cartório. 13) Propostas de parcerias no site da ABVO : Ronstan – ABVO deverá encaminhar convite formal de parceria. 14) Próximas reuniões: Sempre às terças terças-feiras de cada mês. Próxim as reuniões no ICRJ: 19/09, 16/10, 20/10 e 18/12 . Alterado o horário para as 18h, pois não houve pa rticipantes de outros estados nessa reunião, não havendo necessida de da antecipação do horário.

1. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE VELEIROS DE OCEANO Rua Alcindo Guanabara, 15 / 802 – Centro – Rio de J aneiro, RJ CEP 20031-130 E-mail: adm@abvo.org.br / abvo@abvo.org.br CNPJ 27.642.875/0001-43 Ata da reunião da equipe ABVO Data: 29/08/2012 Local: Sala de vela do ICRJ, Rio de Janeiro, RJ Horário: Das 16h30 às 20h30 Presentes: • Adalberto Casaes - 1º Vice Comodoro • Christina Frediani - Diretora Tesoureira • Francisco Freitas (Via Skype) - Coordenador Regiona l Sul • Eduardo Régua (Via Skype) - Coordenador Veleiros Cl ássicos • João Marcos - Conselho Fiscal • Lincoln Rosemberg - Chefe da comissão de medição OR C • Luiz Armando Peixoto Garcia - Conselho Fiscal • Maurício Santa Cruz - Conselho Fiscal • Paulo Freire - Conselho Fiscal e Diretor Secretário • Pierre Joulie - Coordenador da regra IRC • Renato Cruz - Conselho Fiscal Por email: • Walter Becker - Coordenador da Regra BRA/RGS • Guilherme Araújo - Coordenador da Regra MOCRA Ouvintes: • Ricardo Lobato - RJ • Rommel Castro (Via skype) – BSB Ausentes: • Carlos Eduardo Sodré - Coordenador Regional Sudeste • Cristovam Oliveira - Coordenador Regional Bahia • Eduardo Penido - Equipe Secretaria • Lars Grael: Comodoro • Luiz Gustavo de Crescenzo - Chefe da Comissão de Ev entos • Nelson Ilha - Conselho Fiscal • Renato Moura - Coordenador Regional Centro Oeste • Torben Grael: 2º Vice Comodoro 1) Orçamento para a premiação do brasileiro ORC 201 2 aprovado por unanimidade - Foi encaminhado pela Diretora Tesoureira Sra. Christina Frediani a proposta do Sr. Fred Hoffmann para confecção de quadros com fotos dos barcos campeões - ORC 500, 600, 650, 700 - 1º (30x40), 2º (20x25) e 3º (21x15). Na ORC Geral, o 1º (30x45) , 2º (30x40), 3º (20x25). Cerca de R$ 30 por prêmio. Como complemento ao tópico do Brasileiro de 2012, o Sr. Paulo Freire sugeriu reavaliar as subdivisões as faixas de GPH da ORC 500, 600, 650, 700 para ess e campeonato. O Sr. Maurício Santacruz sugeriu que as subdivisões fossem realizadas conforme a rec omendação da própria regra ORC. Tal assunto será encaminhado para a organização do evento para ajust e.

Visões

  • 29 Total de Visualizações
  • 24 Visualizações Website
  • 5 Embedded Views

Ações

  • 0 Social Shares
  • 0 Likes
  • 0 Dislikes
  • 0 Comentários

Share count

  • 0 Facebook
  • 0 Twitter
  • 0 LinkedIn
  • 0 Google+

Embeds 1

  • 1 abvo.popsolutions.com.br