2016 Julho - ATA ABVO

Transparência ABVO / Atas

191 visualizações
0 Gostos
0 0

Share on Social Networks

Partilhar Hiperligação

Use permanent link to share in social media

Share with a friend

Por favor iniciar sessão to send this document by email!

Embed in your website

Select page to start with

4. 2.0 BRA RGS Paulo informou que durante a se mana de vela recebeu reclamação de um comandante da RGS sobre a difi culdade de ter acesso aos certificados dos barcos competidores. Foi comentado com o associado que exis te no site da ABVO capacidade e local definido para armazenar os certificados da RGS. A direção da RGS alega dificuldades técnicas para disponibilizar os certificados para a ABVO. Neste contexto, foi enviada mensagem aos comandantes da RGS com orientações para o upload de seu certificado diretamente no site www.abvo.org.br > Portal do Associado. 3.0 Mocra - Campeonato Brasileiro de Multicascos 2016 Christina falou sobre a bem sucedida promoção de desconto na anuidade para os barcos que irão participar no Campeonato Brasileiro de Multicascos, a se realizar em Recife - Porto De Galinhas , nos dias 26 a 27 de Novembro. Já tivemos a adesão de 12 barcos até esta data. A expectativa é que tenhamos cerca de 20 barcos no evento. Estamos providenciando uma flâmula da ABVO especial para os multicascos. Os barcos filiados à ABVO são elegíveis par a participar d a Copa Brasil de Vela de Oceano , o Ranking Brasileiro da Vela. 28/07 PF

1. Ata da reunião da equipe ABVO • Data: 2 1 /0 7 /201 6 • Local: ICRJ • Horário: Das 18h30 às 21h00 Presentes: • Paulo Freire – Comodoro • Roberto Martins – 1 Vice Comodoro • Christina Frediani – Secretária Executiva • Pierre Jou l lie – Diretor Técnico • Francisco S Bulhões – Diretor Jurídico • Ricardo Tolentino – Diretor Comunicações • Carlos Cuca Sodré – Coordenador São Paulo • Roberto Geyer – Coordenador Clássicos Os assuntos da pauta foram discutidos conforme abaixo: 1.0 Avaliação da Semana de Vela de Ilhabela 2016 1.1 Reunião de Clássicos Pierre reportou a reunião que foi realizada em Ilhabela organizada por comandantes de barcos Clássicos onde foi ratificada pelos mesmos a adesão à ABVO e a expectativa de que 12 barcos compareçam ao evento de Búzios. Roberto Geyer , Coordenador de Clássicos, aproveitou a reunião da ABVO para reiterar seu descontentamento com os ce rtificados dos barcos clássicos de uma forma geral , onde erros grosseiros estão registrados, compromet endo a lisura do s ratings. Ele se propõe a coordenar um mutirão de medições , utilizando critérios técnicos largamente aplicados nos novos cálculos de handicap. Paulo comentou que como c oordenador da classe , Roberto Geyer pode propor a utilização de uma outra regra de medição em substituição à RGS , desde que tenha o apoio da flotilha. A ABVO tem todo interesse em investir na correção dos certificados.

3. A retirada do barco Carioca 25 no último dia de regata , após ter sido convocado pela CR para pesagem da sua tripulação, foi também analisada pelos presentes. Cuca informou que além do Cario ca, outros 15 barcos da OR C foram convocados para pesar. Todos estavam dentro do peso declarado no certificado. Discutiu - se a decisão da CR em aceitar a retirada do barco , ao invés de desclassificá - lo do evento, sob a perspectiva das regras da ISAF e ORC. A ABVO deve se manifestar com uma Nota Técnica sobre inclusão nas IR s d a obrigatoriedade de pesagens e inspeções a bordo e das penalidades previstas . 1.4 Cerimônia Premiação Segundo a percepção dos presentes que estiveram na SVI, a existência de muitas classes competindo ( este ano foram 13) acabou por tornar a c erimônia muito longa . Devido a um lapso da organização, a premiação da IRC A e do Sul Americano da ORC acabou por não ocorrer . 1.5 Geral D e acordo com os presentes, apesar da crise no País, o evento foi bem sucedido com a presença de um numero significativo de barcos, conseguindo atrair inclusive barcos do exterior, com destaque para o veleiro Cristabela do Uruguai, Campeã o da Semana de Vela de 2015. O desfile dos barcos no Sábado , liderados pelo Cisne Branco, f oi muito concorrido e mobilizou os moradores de Ilhabela. As regatas foram bem disputadas em todas as classes , sendo os campeões definidos somente no Sábado, último dia de regatas. Fica como sugestão da ABVO para o YCI que tente no próximo ano separar os eventos d e Monotipos e Oceano . Aparentemente, a quantidade excessiva de embarcações está comprometendo a qualidade técnica do evento. Na nossa visão, e m Ilhabela existe a potencial para a realização de u m ótimo evento com 8 0 - 90 barcos de oceano e outro similar com 50 barcos monotipos de várias classes ( Sport Boats) , ao invés de um mega evento único , com 130 barcos, onde o protag oni smo fica diluí do e a complexidade da organização aumentada.

2. 1.2 Avaliação Campeonato Brasileiro de IRC Pierre Joullie , Coordenador da classe IRC , fez as seguintes observações : • Pouca divulgação do campeonato no site da SVI. Até a última semana os velejadores não sabiam que o Brasileiro da IRC aconteceria em Ilhabela em paralelo com a Semana de Vela . Manifestaram preocupação com baixo número de inscritos e com a validação do evento como Campeonato Brasileiro da classe; • Os percursos e largada s separadas da ORC atenderam `a s demanda da ABVO ; • A antecipação d o fim do Campeonato de IRC para sexta feira dia 08/07 enquanto ainda ocorreriam regatas no Sábado 09/07 , apesar de estar no programa, gerou perplexidade entre os competidores e teve como consequência a premiação de diferentes vencedores para o Brasileiro (Asbar) e SVI ( R udá); • A entrega do troféu de Campeão Brasileiro da IRC, oferecido pela ABVO , iria ser conduzida sem a pre sença de representante s da mesma, que foram ignorados. A lertados do fato durante a cerimônia , chamaram o Comodoro da ABVO para a entrega do prêmio. 1.3 Gerenciamento Regatas Christina Frediani e R oberto Martins questionaram o gerenc iamento das regatas barla - sota , que apresen taram resultados divergentes em duas regatas realizadas no mesmo dia , supostamente com as mesma condições de vento e corrente. Na planilha de resultados divulgada pela CR não havia indicações de corrente e de di reção do vento. Cuca argumentou que a plani lha de divulgação não contempla obrigatoriamente todos os valores da planilha de trabalho, mas concordou que os mesmos deveriam ter sido publicados nos resultados. Ele salientou que o trabalho foi conduzido pelo Rogério que é pessoa qualificada e experiente para realização d estes cálculos . Apesar disso, Cuca reconheceu que as dificuldades de verba para o evento acabaram por sacrific ar a parte técnica , pois havia menos profissionais e recursos para dar conta de t odo o evento. Alguns ficaram sobrecarregados , comprometendo, possivelmente, a qualidade dos serviços. Outro ponto apontado por vários comandantes através de e - mail para a ABVO , foi a ausência de limites nas regatas dentro do canal, onde os barcos de menor calado , se aproximando de São Sebastião, puderam melhor se proteger da corrente. De acordo com os diversos comentários , e sta vantagem teria influído nos resultados. Cuca reconheceu este fato e justificou o mesmo também com a falta de recursos , que impediu a colocação de boias , botes e pessoal para monitorar os barcos.

Visões

  • 191 Total de Visualizações
  • 148 Visualizações Website
  • 43 Embedded Views

Ações

  • 0 Social Shares
  • 0 Likes
  • 0 Dislikes
  • 0 Comentários

Share count

  • 0 Facebook
  • 0 Twitter
  • 0 LinkedIn
  • 0 Google+

Embeds 4

  • 1 abvo.popsolutions.com.br
  • 3 www.autonomialiteraria.com.br
  • 4 www.dicksail.com.br
  • 2 www.sailstation.com